Quinta-feira, 26 de Novembro de 2009

  Ele apareceu, como um anjo que desce lentamente do seu Paraíso para se misturar no confuso Mundo dos mortais.

  Observou-me, confortou-me, pediu para eu não chorar mais, e eu nem me apercebi de que ele era mesmo um anjo... Como é que é possível não ter reparado naquela aura tão brilhante, e tão pura que rodeava aquele ser meio humano, meio imortal?

  Começei a querê-lo mais do que pensava, mais do que seria possível querer... Instalou-se na minha vida tão discretamente, qual gato que deambula pela noite urbana, qual cisne que se une a um bando de iguais, como se pertencesse ali desde sempre.

  Pergunto-me se serei digna de merecer tanta atenção por parte deste anjo, quando afinal sou uma mera mortal no meu confuso mundo, vendo cada dia nascer, cada noite a aparecer, e perguntando qual o sentido da vida..

  E ele responde-me, todos os dias, não só com palavras, mas também com cada beijo, cada abraço e cada olhar que me proporciona.

  E aí percebo que o sentido da vida é ele; estar com ele todos os dias, para sempre.

 

 

DL (17/11/09)


Feelings: +.+
Song: Como uma Estrela-Royalistic

publicado por merosrabiscos às 23:21
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



"A escrita é a pintura da voz." (Voltaire)
mais sobre mim
Novembro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12

16
17
18
19
20
21

22
24
25
27
28

29


pesquisar neste blog
 
subscrever feeds
blogs SAPO