Sábado, 13 de Março de 2010

 

                

 

 

  Valem-me os olhares que trocamos, silenciosos, mas pejados de significado...pelo menos para mim.Como aquele que trocámos há bem pouco tempo,envolvidos na escuridão de um espectáculo que decorria.

  Foi inevitável ! Eu queria escapar desse teu olhar,queria passar por ti sem ter que sentir o meu pequeno tambor a acelerar, sem ter que sentir as pernas a tremer e a respiração a mudar. Queria passar por ti sem me sucumbir o desejo de parar, olhar-te e tocar-te.

  Mas não sou capaz..No momento em que ia a passar,vi que me olhavas,e imitei-te. Foram segundos que pareceram uma eternidade, segundos em que a escuridão me permitiu esconder o rubor das faces, segundos que nos permitiram olhar como antes..

   Foram segundos em que mais uma vez mostraste a tua cobardia ao seres o primeiro a virar a cara e a engolir em seco por tal acontecimento..Suspirei,frustrada!

  Não é suposto doer desta maneira, não é suposto a dor ser tão profunda,tão dilacerante, tão mortal ao ponto de me doer o coração..Mas é real.

  Contudo,vivo na esperança de saber que um dia podes voltar,de uma maneira,ou de outra...Que podes voltar como aquele que conheci,alegre e bem disposto,talvez uma das melhores pessoas que eu conheci, ou conheço(já não sei dizer,mudaste tão de repente)...Tenho saudades daquele que outrora foste.


tags:
Feelings: calma,
Song: Mafalda Veiga- Um pouco de céu

publicado por merosrabiscos às 19:54
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



"A escrita é a pintura da voz." (Voltaire)
mais sobre mim
Março 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
12

14
15
16
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
31


pesquisar neste blog
 
subscrever feeds
blogs SAPO