Segunda-feira, 31 de Maio de 2010

 

 

E num enredo de palavras descobriste o que eu havia prometido jamais dizer-te em voz alta!

E após tal descoberta, não tive como negar e se sempre foste sincero para mim, de que me servia mentir-te? Mesmo assim, disse-te logo que apesar de isto,deste mini sentimento, continuaria a ser mesma, e que o meu papel de amiga se ia sobrepor ao papel de rapariga, mulher!...Fiz questão de referir que assim que deixasse de ouvir a tua voz pelo telefone, é como se tal assunto nunca tivesse sido falado, e é assim que vai ser..

 

 

Sim, é assim mesmo que tenho de lidar,e sabes porquê?

Porque eu não quero nem posso gostar de ti, porque esse caminho levar-me-ia de volta às trevas da tristeza e da solidão..voltaria aos caminhos de um coração rejeitado.


tags:

publicado por merosrabiscos às 17:58
"A escrita é a pintura da voz." (Voltaire)
mais sobre mim
Maio 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
12
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27

30


pesquisar neste blog
 
Visits
My music
subscrever feeds
blogs SAPO