Quarta-feira, 03 de Fevereiro de 2010

                   

 

 

 Nada podia ser mais perfeito!

 Depois de uma noite povoada por pesadelos e de uma manhã chorosa, dou as boas vindas à tarde, o único tempo que tenho contigo!

 Estava frio, chuviscava de vez em quando e eu tremia! E tu apareceste, abrindo-me os braços para me aqueceres,e eu fui,moldando-me ao teu corpo, ainda que sejas mais (muito mais) alto que eu..Olhei para cima e vislumbrei esses teus olhos pequeninos e perfeitos,o teu sorriso. Era impossível amar-te mais do que aquilo que amo.

  Caminhámos em direcção à Natureza,apesar do tempo! Os pássaros chamavam por nós,o lago ansiava pela nossa companhia e o cantinho, oh, aquele belo cantinho pertencia-nos!

  Encostaste-te à pedra e eu encostei-me a ti,e uma aragem envolveu-nos e eu arrepiei-me, não sabendo ao certo  se seria do frio ou do facto de me teres mordiscado o pescoço...

   O teu calor tornou-se o meu calor,e os meus sentidos alteraram-se no momento em que te apossaste dos meus lábios,enquanto os teus dedos faziam o caminho do pescoço até às ancas, pele sobre pele, carne sobre carne, desenhando cada vértebra, cada curva do meu corpo,preenchendo cada canto do meu coração!

  E assim, no meio da natureza, percebi que não podia pertencer a mais ninguém, que amar-te naquele canto só nosso fora precioso,único e inesquecível...Existia adrenalina, existia felicidade,mas acima de tudo, existia amor! E foi com esse amor, Di, que me entreguei a ti e me tornei para sempre tua!

 

Amo-te mas isso já sabes!<3


tags: ,
Song: All The Right Moves- One Republic
Feelings: No céu

publicado por merosrabiscos às 19:26

 

                

 

 É muita pressão, muita confusão para alguém que ainda há pouco se tornou adulto!

 Ela já nem anda, deambula por entre os corredores da escola, pela casa e pelo campo. Não tem força para levantar os pés e muitos menos erguer a cabeça e aceitar esta realidade.

  A sua idade é jovem mas os ombros vergados mostram que a responsabilidade pesa, e onde antes se encontravam um par de olhos de um tom castanha claro,não um tom caramelizado,mas um castanho claro,da cor das folhas secas que caem,encontravam-se agora dois papos inchados, vermelhos e chorosos...O seu rosto de menina bonita e sorridente dera lugar a um rosto de menina perdida,um rosto assustado e medroso.

   Chegou a casa como um fantasma, entrou na banheira e ali ficou,a água quente escorrendo pelo seu corpo magro, marcando a pele e embaciando o espelho...e ela aceitou o calor e água,misturado com as lágrimas que caíam pelo seu rosto, aceitou a calma que a inundou, como se o banho lhe levasse os problemas e as preocupações.

   Enfiou-se na cama e ali ficou, enroscando o seu corpo na posição fetal para o aquecer.. Fechou os olhos e tentou relaxar! O cansaço era muito, só queria sonhar, só queria adormecer...


tags:
Song: I See You- Leona Lewis
Feelings: incapacitada

publicado por merosrabiscos às 19:19
"A escrita é a pintura da voz." (Voltaire)
mais sobre mim
Fevereiro 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12

16
20

22
23
24
27

28


pesquisar neste blog
 
subscrever feeds
blogs SAPO