Quarta-feira, 02 de Dezembro de 2009

Sim,foste tu que me impediste de continuar a sofrer
Sim,foste tu que me ajudaste a dar cada passo em frente,e a não olhar para trás
Sim, foste tu que seguraste cada lágrima minha,que ouviste cada desabafo, cada suspiro de derrota.
Sim, foste tu que me olhaste nos olhos e disseste que eu era  mais especial do que pensava.
Sim,foste tu que escreveste uma canção para mim
Sim,eras tu que todos os dias me mandavas uma mensagem a dizer que deixaste de olhar pró céu porque estavas rodeado de estrelas, que eram eu
Sim,eras tu que no tempo em que as folhas caem e o vento sopra,frio e cortante,me protegias deste frio instalado na minha alma e partilhavas comigo o calor da tua.
Sim, eras tu que me abraçavas e sussurravas ao meu ouvido que eu era o teu mundo.
Sim,eras tu que que me sentavas ao teu colo, como se eu fosse uma criança
Sim,eras tu que com cada respiração tua, punhas o meu coração a bater e o meu estômago com uma sensação estranha, e no entanto, familiar.
Sim,eras tu que me mandavas as tuas canções, que eu ainda hoje as oiço, várias vezes ao longo do dia,só para poder ouvir, com orgulho,a tua voz
Sim,és tu que me fazes sorrir,viver e sentir, e agora sou eu que não te consigo deixar ir.
Sim,és tu que me fazes acordar todos os dias com vontade de viver,só para poder ver um sorriso teu,ou um brilho nesses olhos pequeninos,e ainda assim,perfeitos.
Mas sinto-te a ir,como se fosses a areia a cair por entre os meus dedos, em busca da felicidade...Sinto que por mais que te diga que te adoro, que essa palavra não chega aos teus ouvidos,e muito menos ,ao teu coração.
Sinto-te a ir, como se fosses uma folha perdida que o vento leva para longe..
Sinto-te a ir, sem um adeus, sem uma justificação,apenas um silêncio
E sinto,sem conseguir sentir mais do que isto,que tal como eu, és uma alma de pássaro, procurando um caminho adequado a ti..Mas há apenas uma coisa que não nos torna iguais: é que enquanto a minha alma de pássaro habitua-se demasiado depressa a um lar(o que pode ser um defeito) e confia demasiado naqueles que dizem ser verdadeiros, a tua alma de pássaro será para sempre livre, e é por isso que todos os dias me conquistas...
 Sim, és tu que me fazes dizer: é por ti que me apaixono hoje,amanhã, e todos os dias,enquanto me quiseres...


Feelings: Perdida
Song: A tua

publicado por merosrabiscos às 21:34
"A escrita é a pintura da voz." (Voltaire)
mais sobre mim
Dezembro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
16
17
18

21
22
23
26

31


pesquisar neste blog
 
Visits
My music
subscrever feeds
blogs SAPO