Quarta-feira, 04 de Novembro de 2009

 

 

Na baía de Cascais
Avistei ao longe um barco a arder
Perguntaste porque o sonhava
Olhei ao céu, não pude responder

 

Vejo o mar nos teus olhos
Ao contar-te velhos quadros
Das viagens, que o mar soube esconder

 

Eu pinto esta baía assim
E são mil cores ao pé de mim
Nesta baía eu descobri
Tantas imagens perto de mim

 

Só, no cais
Vou recordar esse teu olhar
à deriva no mar

 

Lembro o mar nos teus olhos
Ao deixar neste quadro
a saudade, depois de te perder

 

Eu pinto esta baía assim
E são mil cores ao pé de mim
Nesta baía eu descobri
Tantas imagens perto de mim

 

 

 

 

Serás sempre a minha casa,sempre..
 


Feelings:
Song: Baía de Cascais- Delfins

publicado por merosrabiscos às 21:01

 Sei que é inútil, mas esta ínfima esperança de que abras os olhos e percebas que continuo à tua espera não desaparece!

  Debato-me todos os dias com a saudade, e o vazio, pedindo para desaparecerem e deixarem-me em paz, mas não adianta, não partem! E tu, a única pessoa que eu não queria que partisse, desapareceste como se nunca aqui estivesses estado...

  O vento traz-me o teu cheiro, o teu riso, e o teu coração, avisando-me de que ele palpita por outra alma que também te ama, apenas para me deixar ainda mais em baixo, ainda mais desamparada..

 Mas o estranho é que continuo a reagir às meras coisas da vida como se ainda me pertencesses, imagino que observas os meus passos, as minhas atitudes, as minhas reacções, todos os dias..

  Talvez com isto percebas que não sei viver sem ti, nem muito ,nem pouco, nem nada...


Feelings: Irreal
Song: Um Sinal de Ti- Xutos e Pontapés

publicado por merosrabiscos às 20:40

 Às vezes penso que és uma mera aparição, um fruto da minha imaginação.

 São poucas as vezes que nos vemos, mas quando são, o martelar do coração é sonoro, a ansiedade de "logo à noite" é imensa , e o medo de que não te sintas da mesma forma que eu, é notório.

  Não trocamos palavras, e se calhar não me dás tanta importância como eu te dou, mas aqui dentro, o fascínio por ti, por quem és, apesar de no fundo seres apenas desconhecido, mantém-se acordado.

  Pergunto-me se agora se te encontras no teu lugar, ou se continuas percorrendo o mundo, como um caracol com a sua casa às costas...

  Pergunto-me se alguma dia trocaremos palavras, conhecimentos, ou se continuaremos no silêncio dos puros olhares.

  São várias questões cujas respostas espero obter no nosso próximo encontro, sei lá eu quando, sabes lá tu quando, e onde espero que os nossos olhos se cruzem e a atracção flua perante a felicidade de te ver, mesmo que seja à distância..

  Sentirei a alegria de te ver chegar, e a tristeza de te ver partir...


tags:
Feelings: Constipada
Song: My Immortal- Evanescence

publicado por merosrabiscos às 18:39
"A escrita é a pintura da voz." (Voltaire)
mais sobre mim
Novembro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12

16
17
18
19
20
21

22
24
25
27
28

29


pesquisar neste blog
 
subscrever feeds
blogs SAPO