Sábado, 23 de Janeiro de 2010

 

 

 

  Ele não a respeita, embora ela tenha pensado o contrário.Achava que era desta que o destino a juntava de vez,e para sempre, ao anjo guardião que evocara nas noites em que a Lua a acompanhava, e as estrelas a guiavam e a desviavam da infelicidade.

  Porém, sonhou tão alto que quando os seus pés tocaram o solo terrestre, percebeu que afinal, o anjo não estava nem nunca estaria junto dela,para sempre. O anjo com quem ela tanto sonhou afinal não passava de um rapaz que já não conhecia: o calor no olhar, a sinceridade no sorriso, o amor nos seus gestos e palavras,tinham desaparecido, dando lugar à tristeza, ao desprezo e ao desconhecido. A realidade separara-os, pondo-os em caminhos diferentes.

  Por mais que ela o tentasse alcançar, não conseguia, pois os caminhos eram diferentes e não coincidiam. Ele pertence à beleza fria do Norte, e ela, à leveza do Litoral e ao calor do Sul.Pólos que achava possível juntarem-se e tornarem-se um só...

   A leveza e o calor dos seus mundos juntam-se nas lágrimas que abandonam o seus olhos e escorrem pela sua face, regando o solo do caminho que ela percorre contrariada.

 

 

( Amo-te, mas isso já sabes, quero-te e no entanto, não me deixas ter-te)


tags: ,
Feelings: Não há palavras
Song: Let My Love Open The Door- Sondre Lerche

publicado por merosrabiscos às 00:22
Quando pensamos que conhecemos as pessoas é quando a desilusao é mais que inevitável :/
raquel ♐ a 23 de Janeiro de 2010 às 19:47

"A escrita é a pintura da voz." (Voltaire)
mais sobre mim
Janeiro 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
14
15
16

18
20
22

26
27
28
29
30



pesquisar neste blog
 
Visits
My music
blogs SAPO